Pular para o conteúdo
Voltar

Superendividamento é tema de palestra do Procon-MT na Escola Hudson Taylor

Evento integra programação do projeto 'Pequeno Empreendedor'
Solange Wollenhaupt | Procon/Sejudh-MT

Palestra do Procon-MT na Escola Hudson Taylor - Foto por: Solange Wollenhautp/Assessoria
Palestra do Procon-MT na Escola Hudson Taylor
A | A

Servidores do Procon Estadual, órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), estiveram, na quarta-feira (06/08), na Escola Hudson Taylor, localizada no bairro Jardim Maringá 2, em Várzea Grande, ministrando palestra sobre 'Superendividamento'. 

O evento, que integra o projeto 'Pequeno Empreendedor' desenvolvido desde fevereiro pela unidade educacional, teve o objetivo de levar informações sobre direitos e deveres dos consumidores, alertar sobre os perigos do superendividamento e conscientizar os alunos e a famílias sobre a importância do consumo consciente. Cerca de 250 pessoas participaram da palestra.

De acordo com diretora, Rosineida Guimarães, a intenção é promover a educação financeira e estimular nas crianças e em suas famílias o uso responsável dos recursos. 'Isso é importante porque, às vezes, vemos crianças que querem coisas que os pais não têm condições de comprar. Também percebemos que as crianças não pensam antes de gastar. Se elas têm dinheiro e veem alguma coisa, vão logo comprando, sem às vezes nem precisar daquele produto', explica a diretora.

Importância do planejamento financeiro e de elaborar o orçamento doméstico foram os principais temas abordados na palestra, ministrada pelas conciliadoras de defesa do consumidor do Procon-MT, Maria Cândida Caramuru e Lorena Soares. Segundo as conciliadoras, é essencial que as famílias consumam de acordo com suas reais possibilidades financeiras, analisando seus gastos fixos antes de adquirir novos produtos. Também é necessário mudar atitudes e exercer o consumo consciente”, salientam.

Dar preferência para o pagamento à vista ao invés de parcelamento no cheque ou cartão de crédito, que tem juros embutidos no valor da parcela; conferir o selo Procel ao comprar produtos eletrodomésticos/eletrônicos; fazer uma lista de compras antes de ir ao supermercado para evitar gastos com produtos supérfluos; prestar atenção se o preço cobrado no caixa é o mesmo informado na gôndola/prateleira/etiqueta ao realizar o pagamento das compras, pois caso sejam diferentes, o consumidor tem o direito de levar o produto pelo menor preço, foram algumas das dicas do Procon-MT repassadas para os consumidores durante a palestra.