Pular para o conteúdo
Voltar

Semana da Ressocialização reúne atividades desenvolvidas com reeducandas em penitenciária

40 mulheres frequentam as salas de aula de alfabetização, ensino fundamental e ensino médio, além das oficinas laborais
Raquel Teixeira/ Luariany Bispo | Sesp-MT

- Foto por: SISPEN
A | A

A Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá, está realizando a Semana da Ressocialização com atividades culturais, esportivas e educacionais envolvendo servidores e reeducandas. O evento segue até quinta-feira (29.08), com ações que buscam a reconstrução da cidadania e ensino educacional entre as mulheres custodiadas na unidade.

A penitenciária Ana Maria do Couto é a maior unidade de custódia feminina do estado. No local, 40 mulheres frequentam as salas de aula de alfabetização, ensino fundamental e ensino médio, além das oficinas laborais.

“Nossa intenção é estimular o desenvolvimento da autoestima e ações que incentivem mudanças de atitude e reconstrução da cidadania com as reeducandas”, explicou a diretora Maria Giselma Ferreira da Silva.

Coordenado pela equipe da direção com parceria da Escola Estadual Nova Chance e Núcleo de Educação em Prisões da Secretaria de Segurança Pública, a Semana da Ressocialização expõem atividades desenvolvidas na penitenciária por meio do Projeto de Remição pela Leitura, Oficina de Teatro, Projeto RefloreSer, costura, artesanato, esporte, música e cursos de profissionalização e qualificação.

A pedagoga da penitenciária, Margaret Anderson de Oliveira, explica que as atividades laborais e educacionais servem como estímulo para que as mulheres possam buscar uma nova alternativa e mudança de vida, diferente da que as colocou em privação de liberdade. ‘Procuramos desenvolver atividades dinâmicas, inserindo temas atuais e que provoquem reflexão entre elas para essa mudança de postura e de que querer algo melhor em suas vidas. As reeducandas precisam, nesse período de vida, que se encontram encarceradas, de ações que possibilitem a redescoberta de seu potencial enquanto ser humano”, frisa a pedagoga.

A Semana da Ressocialização será encerrada nesta quinta-feira (29.08), com a apresentação das reeducandas na oficina de teatro ministrada pelo Grupo Cena Onze.

Merenda escolar

As atividades educacionais na penitenciária ganharam um gostinho de quero mais, a partir da produção da merenda escolar das reeducandas na cozinha da unidade prisional.

“A Escola Nova Chance está oferecendo uma alimentação escolar saudável e de qualidade para alunas da Penitenciária. Temos a nossa cozinha e uma reeducanda selecionada pela equipe faz a merenda. As reeducandas que estudam estão gostando muito da merenda”, comenta a pedagoga.

Prevenção ao sedentarismo

A equipe da penitenciária iniciou também, com apoio da Escola Nova Chanc,e atividade esportiva dentro do projeto educacional, com o objetivo de evitar o sedentarismo e promover a ressocialização das reeducandas.

As atividades físicas são realizadas na quadra da unidade, quinzenalmente, com aulas de zumba pela manhã.