Pular para o conteúdo
Voltar

Em parceria com a Sesp, UFMT capacita servidores penitenciários de unidades de Cuiabá

Atividades consistem em conhecer a realidade laboral dos servidores, agentes e equipes de saúde, e a formação em diversas doenças
Assessoria | Sesp-MT

- Foto por: Diretoria de Saúde/Sispen
A | A

Uma parceria entre a Secretaria de Estado de Segurança Pública e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) vai capacitar servidores do Sistema Penitenciário que atuam em unidades penais da Capital na compreensão das atividades laborais no contexto prisional.

As atividades, coordenadas pela Diretoria de Saúde do Sistema Penitenciário, com a participação de acadêmicos do Instituto de Saúde Coletiva e Faculdade de Medicina, começaram a ação na semana passada pela Penitenciária Central do Estado, onde agentes e equipe de saúde receberam formação sobre tuberculose, envenenamento e crises convulsivas e de abstinência.

“Os acadêmicos têm a oportunidade de compreender o trabalho dos profissionais de saúde e de segurança a partir do contato e acompanhamento in loco das suas atividades laborais no contexto prisional. Esse contato estabelece uma relação que proporciona a sensibilização desses novos profissionais de saúde visando atuar futuramente no sistema penitenciário, entendendo a realidade da saúde no âmbito prisional, livres de julgamentos e estigmas”, explica o diretor de saúde do Sistema Penitenciário, Hozano Delgado.

As atividades serão realizadas até o próximo mês na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May e Centro de Ressocialização de Cuiabá, com formação sobre tuberculose, infecções sexualmente transmissíveis (IST), HIV, drogas injetáveis e não injetáveis, saúde do homem e atendimento à comunidade LGBT. Todos os servidores receberão certificação pela Diretoria de Ensino Penitenciário.

O trabalho dos acadêmicos é coordenado pelos professores Reni Barsaglini e Weslen Santana Padilha, cujo título é “Cotidiano dos Profissionais de Saúde e Segurança em Penitenciárias localizadas em Cuiabá-MT”. “É uma troca mútua, os alunos foram para as unidades conhecer e ter experiências”, afirma o professor Weslen.

O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores, destaca a parceria e a iniciativa que visa a valorização dos profissionais penitenciários, que cotidianamente trabalham para entregar um atendimento de qualidade.