Pular para o conteúdo
Voltar

Agentes interceptam drone e apreendem celulares e drogas em penitenciária

Duas pessoas foram detidas e encaminhadas à Delegacia da Polícia Civil, elas foram avistadas por uma equipe de agentes que acompanhava reeducandos em uma obra na área externa da unidade prisional.
Raquel Teixeira | Sesp-MT

A penitenciária recebeu reforço na segurança com a instalação de refletores e monitoramento por câmeras - Foto por: Sejudh
A penitenciária recebeu reforço na segurança com a instalação de refletores e monitoramento por câmeras
A | A

Agentes penitenciários detiveram, na tarde desta quinta-feira (07.02), dois homens com um drone e uma sacola com celulares, chips de telefonia, entorpecentes e carregadores, nos fundos da área externa da penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa, em Rondonópolis.

Os homens foram avistados por uma equipe de agentes que acompanhavam reeducandos que estão trabalhando numa obra na área externa da unidade prisional. Aos serem avistados, os dois rapazes correram para uma mata, nos fundos da penitenciária, e embarcaram em um veículo.

A equipe de agentes fez rondas na área e localizou o veículo. Na abordagem, foram encontrados o drone e a sacola com 6 celulares e dezenas de chips de diversas operadoras telefônicas.

A direção da penitenciária explica que o drone lançaria a sacola no pátio da carceragem da penitenciária. Rondas externas são realizadas continuamente para identificar tentativas de lançamento de materiais ilícitos para dentro da penitenciária.

A penitenciária recebeu reforço, desde o ano passado, na segurança com a instalação de refletores e monitoramento por câmeras. Os dois homens, ainda não identificados, foram encaminhados para a Central de Ocorrências da Polícia Judiciária Civil.