Pular para o conteúdo
Voltar

Reforma de delegacia conta com mão de obra de reeducandos

Raquel Teixeira | Sejudh/MT

- Foto por: Asscom/PJC-MT
A | A

O ambiente humanizado na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande contou com a mão de obra de reeducandos do Centro de Ressocialização de Cuiabá. Inaugurada na segunda-feira (17.12), as novas instalações da delegacia oferecem maior qualidade no espaço de trabalho aos servidores e melhor atendimento à sociedade. 

A unidade passou por reforma e ampliação e conta com uma nova recepção para receber os cidadãos em busca de atendimento, cinco novos gabinetes, que atenderão delegados e escrivães, além da repaginação na sala dos investigadores.

A reforma iniciou em meados de junho de 2017 e as obras contaram com recursos da iniciativa privada e apoio do Sistema Penitenciário, que cedeu reeducandos para os serviços na unidade. A delegada titular da Derf-VG, Elaine Fernandes da Silva, disse que a idealização da nova estrutura nasceu da vontade de deixar a delegacia melhor do que como ela encontrou quando se tornou titular da unidade.

“Essa inauguração é um sonho que se torna realidade, é resultado do esforço de todos os servidores da delegacia. A delegacia tem que ser um espaço digno, acolhedor, para as vítimas e sobretudo para os policiais que muitas vezes passam quase 24 horas do seu dia aqui. Todos que estão aqui, participaram desta conquista”, disse Elaine.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Fausto Freitas, afirmou que o trabalho de reeducandos contribui com a redução de custos em obras de reformas ou construções de diversos prédios públicos, incluindo os da própria estrutura do Sistema Penitenciário e da segurança pública, como delegacias de Cuiabá e no interior, além de unidades da Polícia Militar e demais órgãos estaduais. "Com essa mão de obra colaboramos para a redução nos custos de serviços e proporcionamos ocupação para os reeducandos", destaca Fausto.                                                                           
Abadia Proença é um dos reeducandos que trabalharam no local e foi responsável pela confecção de painéis e telas decorativas, proporcionando um ambiente mais acolhedor. “Esse trabalho aqui, para mim, foi o melhor que fiz até hoje. Foi gratificante poder colaborar com essa obra”. 

O grupo de recuperandos fez toda a parte elétrica, hidráulica e a arquitetura. Foi o primeiro trabalho extramuro de Cácio Antônio. "É bom para ocupar a mente e com o benefício de poder trabalhar extramuro tenho chance de retribuir a sociedade com serviços prestados", afirma. 
A delegada regional de Várzea Grande, Daniela Silveira Maidel, agradeceu toda equipe da Derf-VG que contribuiu para reforma da unidade, não deixando de lado o combate a criminalidade no município. “Foram quase dois anos de muitas dificuldades para realização dessa reforma. As vezes começávamos empolgados e acontecia alguma coisa que não estava nos planos. Admiro demais a perseverança de todos, não só pela mudança na estrutura, mas por se manterem focados no lado operacional. Agradeço por trazerem essa organização, coragem e por deixarem essa delegacia tão bonita”, disse a regional. 

Participaram da inauguração diretores da Polícia Judiciária Civil, servidores da delegacia, secretário  adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores, diretores do CRC Winkler Freitas e Jùlio Padilha.

Com informações da  Assessoria da Polícia Civil